Regras básicas de limpeza para consultórios e clínicas

Regras básicas de limpeza para consultórios e clínicas

Justamente por trabalharem no atendimento a pessoas e pacientes, os estabelecimentos de saúde devem ser exemplos de muitas coisas, uma delas é sem dúvida a higiene do ambiente.

Ela deve fazer parte não só da estrutura do consultório, mas também dos procedimentos de saúde que ali são exercidos. Toda a equipe precisa ter conhecimento das regras básicas de limpeza e saúde, tendo como primeira regra um pensamento simples, mas fundamental: lavar sempre as mãos.

Uma infraestrutura adequada faz a diferença na limpeza

Estrutura física

Antes de pensarmos na limpeza para consultórios e clínicas, precisamos dar ênfase à infraestrutura desses locais. Uma estrutura física adequada é capaz de influenciar positivamente na higienização do ambiente externo e interno, facilitando sua limpeza. Portanto, tenha consciência de que o projeto arquitetônico de consultórios e clínicas médicas precisa ter o aval da Vigilância Sanitária.

Materiais disponíveis

Depois dessa etapa, é obrigatório que o ambiente de saúde tenha pia ou lavatório na área de atendimento dos pacientes. Sabonete líquido e toalha descartável devem ser disponibilizados nesse mesmo ambiente. Os funcionários responsáveis pela conservação e limpeza devem estar atentos para verificar a necessidade de reposição dos materiais.

Você pode adquirir esse tipo de material, assim como sacos de lixo e papel higiênico, em uma distribuidora de produtos de limpeza. Opte por uma que lhe ofereça diferenciais, como bom atendimento, orientação correta no uso dos produtos, e não podemos deixar a qualidade e preço baixo, como faz a Higilimp Sistemas de Higiene e Limpeza.

Instalações sanitárias

A iluminação também merece atenção especial, assim como a ventilação. Além disso, o imóvel precisa estar provido de um local específico para esterilização e armazenagem dos materiais que passarem por esse processo.

É recomendado que as paredes sejam lisas, assim como o piso. Este também deve ser lavável, impermeável e resistente.

As instalações sanitárias devem cumprir sua finalidade exclusiva. Logo, precisam dispor de vaso sanitário, lavatório, toalhas de papel, sabão líquido e lixeira com tampa e pedal.

Regras básicas de limpeza para consultórios e clínicas

1- Itens obrigatórios de higiene

De acordo com a Vigilância Sanitária, os materiais de limpeza são fundamentais em clínicas e consultórios. Veja quais itens não podem faltar:

  • Sabão líquido, preferivelmente germicida, que tenha um mecanismo dispensador que impeça o refluxo do sabão;
  • Papel toalha, pois a utilização de toalhas de pano é proibida;
  • Pote com tampa, com algodão cortado e seco, para limpeza de equipamentos;
  • Dispensador com álcool a 70%, para a limpeza das mãos e equipamentos.

2- Limpeza de balcões e equipamentos

Existe uma maneira certa de limpar os balcões e equipamentos de clínicas e consultórios médicos. Esses itens devem ser desinfetados com álcool 70% sob fricção ou então com o desinfetante BT 02, que é um desinfetante concentrado sem cheiro a base de hipoclorito de sódio com eficácia comprovada através de laudos realizados em laboratório credenciado pela ANVISA para eliminação de salmonella choleraesuis, staphylococcus aureus e escherichia coli.

3- Não realize varredura a seco

Uma das principais regras de limpeza para consultórios é não realizar a varredura a seco, pelo menos não em um primeiro momento. Esse cuidado é tomado para evitar a presença de partículas de poeira no ar. O mais indicado é colocar um pano úmido na vassoura e varrer a superfície normalmente.

4- Limpeza dos armários e outros materiais

Os armários devem ser lisos, impermeáveis e, de preferência, de cor clara. Isso facilita a desinfecção e a visualizações de sujidades.

Todo material utilizado deve ser limpo e desinfetado com solução de hipoclorito de sódio, com exceção de materiais com metal. Além disso, todas as áreas do consultório ou da clínica precisam estar em condições perfeitas de organização e limpeza.

5- Uso obrigatório dos EPIs

A limpeza para consultórios deve ser impecável aos olhos dos profissionais de saúde e dos pacientes. Em contrapartida, também deve ser uma prática segura para quem a executa, ou seja, os profissionais da limpeza.

Os funcionários devem utilizar EPIs (equipamentos de proteção individual) no momento da limpeza. Sendo assim, a administração dos consultórios e clínicas deve disponibilizar todos os materiais necessários: avental, luva, máscara, óculos, entre outros.

6- Produtos de limpeza certificados

Todos os desinfetantes e antissépticos utilizados na limpeza para consultórios e clínicas devem ter o aval do Ministério da Saúde. Além disso, os produtos e medicamentos utilizados precisam ser registrados pelo mesmo órgão.

7- Coleta de lixo diferenciada

A coleta de lixo dos ambientes de saúde deverá ser realizada em momentos diferentes da coleta de lixo comum. Essa é uma norma de limpeza para consultórios e clínicas determinada na Legislação Municipal.

Eficácia no processo de limpeza para consultórios e clínicas

O trabalho de limpeza em consultórios e clínicas deve ser constante, com métodos sempre atualizados, a fim de evitar proliferação de doenças. O princípio básico para garantir que doenças não vão surgir é a adoção de medidas preventivas. Dessa forma, a implantação de normas e rotinas de limpeza para consultórios é capaz de diminuir os riscos.

É necessário que uma consciência seja criada entre os profissionais de saúde, fazendo com que eles adotem medidas de segurança. Uma maneira de fazer isso é garantir que os processos de desinfecção e esterilização sejam realmente adequados e com eficácia comprovada.

Se você é dono, sócio ou até mesmo faz parte da equipe de administração de uma Clínica ou Consultório, certamente você também precisa de Produtos de Limpeza.

Muito mais do que vender produtos, a Higilimp Sistemas de Higiene e Limpeza está preocupada com as necessidades de nossos clientes, sendo assim, oferecemos treinamentos, acompanhamentos e consultorias para nossos clientes, para que eles possam comprar e utilizar os produtos de maneira mais assertiva, sem gerar prejuízos.

E se você deseja saber um pouco mais sobre o desinfetante BT02, é só clicar aqui.

Compartilhe esse post

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email