limpeza-profissional

Erros que sua empresa deve evitar ao utilizar produtos de limpeza profissional

Se você busca por uma higiene de ambientes de qualidade, os produtos de limpeza profissional são sempre os mais indicados:

  • Possuem eficácia comprovada por laboratórios oficiais;
  • São autorizados pelos órgãos fiscalizadores;
  • Têm alto poder de desinfecção, devido à sua maior concentração de princípio ativo;
  • São econômicos, pois por serem mais concentrados, rendem mais;
  • Seguem as especificidades de cada segmento do mercado;
  • São biodegradáveis.

Ao utilizá-los na sua empresa, você assegura uma excelência e segurança muito maior na limpeza. Afinal, eles eliminam adequadamente agentes nocivos à saúde, como vírus, fungos e bactérias, o que não é garantido por produtos de uso doméstico nem clandestinos!

Este uso é um dos cuidados na pandemia que são imprescindíveis para a garantia à saúde dos seus funcionários e clientes, e que também deve se estender a todos os outros contextos.

Porém, para que esses produtos tenham eficácia, é preciso se atentar a diversos pontos para evitar falhas na limpeza que podem comprometer todo o processo e, consequentemente, a saúde das pessoas.

Você não quer que isso aconteça no seu negócio, não é mesmo?

Continue a leitura e saiba 4 erros que a sua empresa precisa evitar para ter uma limpeza profissional de verdade!

1) Não fazer a diluição de forma correta

Os produtos de limpeza profissional são mais concentrados, portanto, para garantir a sua eficácia na remoção das sujidades, é preciso que a diluição seja feita adequadamente.

Muitas pessoas acabam fazendo de forma incorreta, podendo resultar em:

  • Solução de baixa concentração: essa solução vai deixar o ambiente com um aspecto aparentemente limpo, mas que na verdade ainda estará repleto de agentes microscópicos nocivos. Não deixe essa falsa ideia de economia prejudicar os processos de limpeza da sua empresa!
  • Solução de alta concentração: utilizar soluções mais concentradas que o ideal não aumentam o poder de desinfecção do produto, além de poder prejudicar as superfícies, ser pior para o seu bolso e para o planeta.

Como fazer a diluição correta de um produto?

Todo produto concentrado tem em seu rótulo a indicação de diluição. Normalmente essa diluição está escrita da seguinte forma: 1:10 ou 1:20 ou 1:40

O que isso significa?
Uma diluição de 1:10 significa que 10% da sua mistura será produto, 90% será água. Então, em uma garrafa de 1 litro por exemplo você vai adicionar 100ml de produto e 900ml de água.

Exemplos (considerando 1 litro de mistura):

  • 1:10 – 100ml de produto químico; 900ml de água
  • 1:15 – 66ml de produto químico; 934ml de água
  • 1:20 – 50ml de produto químico; 950ml de água
  • 1:30 – 33ml de produto químico; 967ml de água
  • 1:50 – 20ml de produto químico; 980ml de água

Uma diluição de 1:20 significa que 5% da sua mistura é produto, os demais 95% são água. Basta dividir 1 por 20, que é igual a 0,05 ou 5%. Então, se você tem uma garrafa de 1 litro você pode simplesmente colocar 50ml de produto para 950ml de água.

2) Não respeitar o tempo de ação

Para que realmente executem a sua função, os produtos precisam permanecer em contato com as superfícies por um tempo determinado. Cada um terá o seu tempo específico, o que virá descrito na embalagem.

Basta que você sempre confira qual é a minutagem de ação de cada um. Uma boa dica é destacar esses minutos na embalagem, para facilitar o trabalho diário da sua equipe de limpeza.

3) Não ter uma rotina de limpeza

Para ter uma limpeza realmente profissional, é imprescindível que a sua empresa tenha e siga à risca uma rotina diária de limpeza.
Para isso, é preciso fazer um cronograma de limpeza com os períodos em que a limpeza deve ser feita em cada ambiente, pessoas responsáveis e insumos necessários.
Um bom treinamento de equipe também é essencial para que nada saia dos trilhos!

4) Não utilizar os equipamentos adequados

 A eficácia dos produtos de limpeza profissional está diretamente ligada à sua aplicação.

Com bons equipamentos, você terá uma aplicação mais segura e eficiente, além de reduzir desperdício de produtos, de energia e de água, e ainda economizar tempo na limpeza.

É um ganho financeiro e de produtividade para a empresa, o que é ainda mais importante nas condições impostas pela COVID-19. E essa qualidade deve se estender a todos os equipamentos: das luvas e aventais aos mops, baldes, esfregões e maquinários.

Muito mais do que vender produtos, a Higilimp Sistemas de Higiene e Limpeza está preocupada com as necessidades de nossos clientes, sendo assim, oferecemos treinamentos, acompanhamentos e consultorias para nossos clientes, para que eles possam comprar e utilizar os produtos de maneira mais assertiva, sem gerar prejuízos.

Compartilhe esse post

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email